• por Rafael Sousa
  • 24 de fevereiro de 2016
  • Curiosidades

Como funciona uma impressora a laser?

Com o rápido avanço da tecnologia, as impressoras sofreram grandes evoluções. A primeira impressora foi criada por Chester Carlson, em 1938 e era muito lenta, podendo levar horas para imprimir uma página. Em 1953 uma impressora de maior velocidade de impressão foi criada para ser utilizada no Univac, o primeiro computador comercial da história. As impressões não eram muito nítidas, já que os caracteres eram impressos por meio de impacto.
A primeira impressora a laser surgiu em 1983, numa parceria entre as empresas Hewlett-Packard e Canon. A qualidade em relação à impressora à jato de tinta duplicou, e foi solucionado o problema de impressão de imagens com muita tinta, que ficavam molhadas e escorriam antes de secar.
Mas como funciona uma impressora a laser? A SaveFiles explica.

Energia Eletrostática

A base do funcionamento de uma impressora a laser é a eletrostática. Após a impressora receber os dados de impressão do computador ela processa as partes que serão preenchidas e as que permanecerão em branco. Um cilindro fotorreceptor é carregado com energia eletrostática positiva – também pode ser negativa. Ainda antes de puxar o papel, o laser descarrega certas partes do cilindro, formando uma imagem eletrostática. A impressora joga uma fina camada de pó (toner) sobre o cilindro. Como o pó possui carga elétrica positiva, ele adere nas partes do cilindro que foram descarregadas pelo laser, mas não adere nas partes carregadas positivamente.
Só aí a impressora puxa o papel, que passa por um dispositivo que o carrega com carga negativa. Essa carga é mais forte do que a carga negativa da imagem eletrostática. Esse processo permite que as partículas de toner se atraiam para o papel quando o cilindro rolar sobre ele. Para impedir que o papel fique aderido ao cilindro, ele é descarregado por um outro dispositivo imediatamente depois de captar o toner.
A última etapa da impressão fica por conta do fusor. O fusor é um par de rolos aquecidos que fundem o pó do toner, que se adere às fibras do papel. O papel não queima porque a velocidade com que tudo acontece é muito rápida, mas ele sempre sai bem quente da impressora.
Mas ainda é preciso que o cilindro seja totalmente descarregado. Para isso, uma lâmpada de descarga passa sobre ele. Após isso, o cilindro recebe uma nova carga positiva sobre a sua superfície, para que uma nova imagem possa ser processada e impressa.


As impressoras a laser agilizaram e facilitaram as impressões. Porém, nos dias de hoje, precisamos tomar cuidado com a quantidade de papéis impressos sem necessidades. Imprimir documentos desnecessários gera um custo de papel, maquinaria e manutenção que passam desapercebidos. Além disso, esses documentos ocupam muito espaço e demandam tempo para serem gerenciados, sem falar que no que se diz respeito ao ecologicamente correto. Por isso, a SaveFiles oferece os serviços de Gestão Inteligente de Documentos, que elimina os documentos desnecessários e gerencia o arquivo de sua empresa. Conheça a Gestão Inteligente de Documentos da SaveFiles e se surpreenda!